quarta-feira, 28 de outubro de 2009

ESTRANHOS IGUAIS

ESTRANHOS IGUAIS


Meu igual em corpo e desejo
Estranho em mente e devaneio
Iguais como homens comuns
Estranhos por olhos viciados em amor

Estranhos iguais
Em alma e vida, luz e som
Estranhos em noites comuns
Iguais em toques e lençóis
Estranhos companheiros.

Estranhos iguais
Como sol e lua
Estranhos olhos que acendem o fogo de corpos em noite de chuva
Estranha alma que vaga por entre meu corpo.

Iguais pelo copo e pelo gelo
Iguais pelo trago e pelo cheiro
Iguais em manhãs conturbadas.
Estranhos em noites delirantes

Meu estranho igual
Que aquece minhas pernas
Com beijos iguais a de um estranho.

Nancy pessoa
05 de setembro


* Poesia postada no Orkut do filme no dia 06 de outubro.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Nota aos atores interessados em participar do filme

Enviar currículo e mais duas fotos (de corpo inteiro e close) para o email: mekaronfilmes@gmail.com Em breve entraremos em contato.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Teaser "Estranhos Iguais"

video

Release

Estamos próximos de começar a rodar o Estranhos Iguais, com roteiro e argumento de Rodrigo Cal e direção de Eduardo Souza, e a originalidade do projeto está no fato de ser o primeiro drama erótico filmado em Belém. Um casal em crise vive nos sonhos uma realidade idealizada e descomprometida com padrões e regras sociais, e no ápice do hedonismo onírico vivenciado por ambos, descobrem que a imaginação é tão sedutora quanto imperdoável.

Não se trata de um filme tradicional, mas sinestésico, transversal, com poucos diálogos, onde a libido humana se mostra e se esconde num jogo de sedução mantendo os personagens e os expectadores em uma constante tensão entre a realidade material e a realidade imaginada, entre o quanto nos escondemos e nos revelamos em nossos sonhos.

O diretor nos revela um pouco sobre a linguagem a ser utilizada e sobre os parceiros do projeto: “Experimentaremos diferentes técnicas de fotografia a partir do uso de duas câmeras de cinema de alta definição, sete lentes fotográficas, entre teles e grande angulares, além de experimentações sonoras com uma trilha totalmente original e paisagens sonoras construídas a partir das situações vividas pelos personagens em suas jornadas pela cidade. Mas além do experimentalismo estético, o grande trunfo mesmo do projeto é a fusão de diferentes grupos e coletivos de artistas da cena independente de Belém, como o Casarão Cultural Floresta Sonora, Instituto Cultural Amazônia Brasil, Target Comunicação, Jambú S.A., Caixa de Criadores, Coletivo Curupira, Núcleo Maniva e Amazong, com o verdadeiro intuito de formar um núcleo de produção audiovisual independente na cidade. Cinema é uma arte coletiva, e só dando as mãos que a coisa vai pra frente. Este é o primeiro projeto de muitos que virão”.

O filme “Estranhos Iguais” será rodado em dezembro, terá o Teatro da Paz, o Bar do Parque, a Praça da República e as ruas Henrique Gurjão, Gaspar Viana e Castilhos França como algumas de suas locações, e já conta com os apoios fundamentais do Teatro Waldemar Henrique, Escola de Teatro da Ufpa, Bureau Real, Craud, Sol Informática, Ná Figueiredo, Pará Mais, Auto Escola Sena e Polícia Militar.

Contatos: E-mails: estranhosiguais@gmail.com ou mekaronfilmes@gmail.com Telefone: (91) 8155-4000.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Definidas novas datas para seleção e ensaio de casting

LOCAL: SALA TAMBATAJÁ (Porão do Teatro Waldemar Henrique)

05/10 – a partir das 14h
06/10 – a partir das 8h
07/10 – a partir das 18h
08/10 – horário integral
09/10 - horário integral

13/10 – a partir das 8h
14/10 – a partir das 18h
15/10 – horário integral
16/10 - horário integral

19/10 – a partir das 14h
20/10 – a partir das 8h
21/10 – a partir das 8h
22/10 – horário integral
23/10 - horário integral


OBS:
Turno da manhã: 8h as 14h.Turno da tarde: 14h as 20h.Turno da noite: 18h as 22h.Período integral: 8h as 20h.

Contatos: Joana Denholm (Produção): 8134-0359 / Tati Brito (Produção): 8844-7203

PARTICIPE!!!

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O sonho como pulsão

O âmbito pulsional é o campo de Eros que brotam as flores do mal, onde a pulsação da vida é mordida pela morte. (Quinet)

As pulsões são nossa mitologia, pois ao mitificarem o real reproduzem a relação do sujeito com o objeto perdido, lá onde está o sujeito não se encontra o objeto. (Miller)

O sintoma é uma atividade sexual, sendo o modo pelo qual o neurótico goza. A pulsão se satisfaz no sintoma. (Zanotti)

quinta-feira, 30 de julho de 2009

SONHOS

“Uma função psíquica encarregada de compensar, de suavizar, de substituir, mesmo, uma realidade que nos é hostil, por outra, totalmente diferente, onde um novo mundo se descortina diante da alma e onde todas as nossas ações parecem absurdas, justamente porque as mais censuráveis, na sociedade em que vivemos, gozam, enquanto dormimos, de uma espécie de liberdade condicional, quando se expandem nos sonhos”.

Gastão Pereira da Silva (psicanalista).

Seleção de atores e equipe de produção

Estamos em fase de seleção de atores e formação de equipe de produção. Fazemos questão de formar uma equipe com profissionais locais. Quem estiver interessado em participar do filme é só entrar em contato e mandar seus currículos para os e-mails: mekaronfilmes@gmail.com / estranhosiguais@gmail.com.

E assim caminha o cinema paraense...

A produtora Mekaron Filmes se prepara para iniciar as filmagens do curta-metragem "Estranhos Iguais". O filme é uma produção completamente independente mas já conta com alguns apoiadores muito importantes, como a Target Comunicação, Amazong, Jambú S.A., ICAB, Casarão Cultural Floresta Sonora, Escola de Teatro da UFPA e Prefeitura Municipal de Belém.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

A trama...

Todo o ser humano guarda em si um lugar, onde é depositado tudo o que é intolerável pela nossa dita "sã consciência". Esta, aparentemente domina os nossos comportamentos e tudo o que a mesma não agüenta, ela reprime e joga para o incosnciente.

O filme conta a história de Pedro e Amanda. Um casal que, ate então vivia uma vida normal, estável, mas que atormentados pela rotina, encontram no sonho a fuga para a satisfação dos seus desejos mais intimos, vivendo então por meio do sonho tudo aquilo que poderiam viver na realidade enquanto casal, mas que por não viverem, recorrem ao sonho para satisfazer seus desejos.

O conteúdo do sonho de ambos surpreende pela semelhança e transgressão de regras, pois tais acontecimentos, não fazem parte da realidade do casal. O sonho é recheado de cenas de violência, sexo, drogas, enfim, de experiências que os mesmo se repreenderiam.

Pedro e Amanda, na realidade são "Estranhos Iguais". Estranhos porque apesar da intimidade que possuem enquanto casal são estranhos um para com o outro mesmo estando na mesma cama, e iguais no sonho e nos desejos não realizados, sendo desta forma velados. Até que ponto os sonhos não mantem e seguram a tal "relação estável" entre eles? Até que ponto anbos não precisam do sonho para manter a hipocrisia existente entre eles e se sentirem melhor para com a sociedade? Até que ponto isto não é comum entre casais de nossa sociedade? Incognita...

Sejam todos bem vindos!
Comentem!
Opinem!

Em breve maiores novidades sobre a produção.

sábado, 25 de julho de 2009

Estranhos Iguais

Em breve muitas informações sobre o projeto...